Auxílio Brasil – Novo benefício que paga R$65,00 entenda

Publicidade

Anunciou-se, por intermédio do Ministério da Cidadania, um benefício que complementa o programa do Auxílio Brasil. E a iniciativa desta é em prol do Benefício de Composição Gestante, que assegura pagar um valor equivalente a R$ 65 mensais, por 9 meses gestacionais.

Esse abono tem a intenção proteger as mães e os bebês durante too período da gestação. Portanto, é de grande valia esclarecer que a permissão do novo benefício do programa Auxílio Brasil não considera qual estágio da gravides a mulher se encontra, tão pouco se o pré-natal já teve início.

Publicidade

Desta forma, até mesmo as mulheres que estejam grávidas por algum tempo, ou seja, com a gestação já em andamento, poderão receber as 9 parcelas normalmente. Não é ótimo? Saiba mais sobre esse benefício.

Auxílio Brasil (imagem Google)

Saiba mais sobre o novo benefício do Auxílio Brasil

Contudo, para que você tenha acesso benefício, além de estar grávida deverá se integrar a uma família que se beneficia do Auxílio Brasil e precisa, necessariamente estar devidamente registrada no pré-natal da rede de saúde regional ou no Sistema de Informação em saúde e até no Sistema do programa do Auxílio Brasil na saúde.

Ademais, a família beneficiária que a mulher grávida se integre deve pertencer a classe de pobreza extremada, isto é, possuir renda mensal familiar abaixo de R$ 105,01.

Contudo, faz-se necessário esclarecer que também incluirão nesse benefício as famílias que estejam cumprindo regras de emancipação. Assim sendo, a renda poderá variar de R$100 a R$500 mensais. É conveniente ressaltar que a única exigência é que seja inscrito no CadÚnico com os dados e informações atualizadas.

Entenda o benefício complementar do Auxílio Brasil

No caso das famílias possuírem duas mulheres grávidas, o benefício poderá ser pago em duplicado. Portanto, cada mulher receberá um benefício por vez, tendo a chance de requerer novamente após doze meses de permissão dos pagamentos antecedentes.

Publicidade

Essa regra funcionada desde que haja uma nova gravidez, não podendo ser beneficiada após a data prevista do parto, conforme instrução normativa que regula esse benefício de R$65,00.

Sendo assim, considera-se que seja feito um registro novo no prazo de até 42 semanas, contando da data do último ciclo menstrual da mulher. Ressaltando que as parcelas de R$65 do novo abono complementar do programa Auxílio Brasil serão devidamente pagas por meio do Caixa Tem, ou segundo algumas mudanças recentes, por meio de conta corrente em outras instituições.

Identificação das gestantes – Entenda o processo

A instituição Ministério da Saúde quem está responsabilizada por repassar a relação das gestantes inscritas nos Serviços de Atenção à Saúde básica para o Ministério da Cidadania. A identificação dessas gestantes acontecerá de duas formas, veja:

  • Via registro no Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB);
  • Via rotina já estabelecida dos serviços de saúde para o acompanhamento das condicionalidades de saúde.

Serão 9 parcela mensais que equivale ao mesmo valor do BCG atualizado. O pagamento dessas parcelas não depende do mês que os dados e informações houveram sido registrados, desde que a gestação tenha sido identificada, seja no Sistema de Gestação do PAB na saúde ou no SISAB, antes do nascimento do bebê.

Contudo, para exemplificar, vejamos: se a mulher houver sido identificada como gestante no quarto mês de gestação, vai receber as parcelas a partir da concessão do BCG, as 9 parcelas, integralmente.

Garanta o seu abono gestacional

No entanto, insta registrar que uma mulher quando está grávida, não tem a obrigação de informar essa condição ao Cadastro Único em circunstâncias gerais, entretanto, se for o caso da família receber os benefícios do Auxílio Brasil e ela queira receber esse novo abono, precisará realizar o pré-natal de forma regular.

É muito importante a qualidade dos registros que forem feitos nos dias das consultas de pré-natal, por meio dos recursos disponíveis, de forma que garanta-se a fidedignidade dos marcadores que estão em monitoramento.

Contudo, saiba que já estão catalogando quem são as mulheres grávidas elegíveis. Sendo assim, o governo analisará todos os dados no Cadastro Único e de forma específica no Auxílio Brasil para ter ciência quem são as pessoas aptas para receber esses valores mensais.

Baixe o aplicativo CadÚnico e verifique a sua situação

Enfim, para que você comece se beneficiar com o auxílio brasil, é necessário haver um cadastro no sistema do CadÚnico, e se você já for cadastrado, contudo, tiver direito ao abono complementar, devido as regras, solicite já por meio do aplicativo.

Para garantir de que você baixará o aplicativo certo em seu aparelho, seja automaticamente redirecionado para a página de loja de aplicativos e baixe agora mesmo em seu celular.

No entanto, se você gostou desse conteúdo e quer saber de mais dicas e informações, conheça um universo de assuntos, jogos e temas relevantes e de alta incidência para o seu dia a dia. Todos os dias compartilha-se conteúdos diversos e enriquecedores, que elevarão o seu conhecimento e ampliarão todas as suas oportunidades, possibilidades e criatividade. Fique por dentro de tudo e aproveite!