in

Saiba Tudo Sobre as Novas Regras de Voo


PUBLICIDADE

Com o fluxo de pessoas que viajam de avião foi necessário fazer algumas alterações e com isso deixou muitas pessoas confusas e sem saber realmente de todas as mudanças. Se você foi viajar e viu que estava tudo diferente e não sabe totalmente o que mudou, esse post vai ser para ajudar e tirar todas as duvidas de todas as mudanças e regras que mudaram de uns anos ate hoje.

Essas mudanças foram estabelecidas pela ANAC que é a Agência Nacional de Aviação Civil que em dezembro de 2016 fizeram algumas mudanças que passaram a valer a partir de março de 2017 e aprovaram as alterações que foram em um número de 40 alterações nas regras de voo.

PUBLICIDADE


Apenas uma ainda não esta decidida que é a franquia de bagagens, e essas mudanças ficou recebendo o nome de Novos Direitos e Deveres do Passageiro. Com essas mudanças estabelecidas pela ANAC eles afirmam que essas modificações será bom par todos, que o benefícios são de ambas partes, pois com isso iria melhorar até os valores das passagens aéreas por causa da concorrência que haveria entre as companhias. Abaixo será deixado todas as mudanças como era e como ficará agora que já esta valendo essas novas regras para não ficar dúvidas.

Extravios, Violação ou Danos na Bagagem

O passageiro fazia a reclamação e até 30 dias após ele recebia uma Indenização. Agora com a atualização, a indenização em voos internacionais deve ser feita em até sete dias. Após a reclamação do cliente, a empresa tem 21 dias para procurar e devolver as bagagens, caso não devolva dentro do prazo estabelecido ela terá que pagar uma indenização em até 7 dias. Em casos de danos ou violações de bagagens, o passageiro poderá fazer a reclamação em até 7 dias e a companhia deve reparar todos os danos ou se precisar deve substituir a bagagem.

Correção do Nome na Passagem Aérea

Era retirado uma nova passagem e a companhia aérea cobrava uma taxa para isso. Agora com mudança, os erros de grafia serão modificados sem nenhum custo por isso até o check- -in, lembrando que o bilhete é pessoal e intransferível. Nos caso de voos internacionais que se usa mais de uma empresa a correção pode ser cobrada.

Alteração de Voo

Não tinha uma regra certa, pois cada empresa fazia a sua política e suas regras. Agora todas as alterações que ocorrer devem ser informadas ao passageiro como em caso de mudança no horário do voo, se for em menos de 72 horas ou se for mais que 30 minutos em casos de voos domésticos e em 1 hora em casos de voos internacionais deveram informar nesse tempo, caso o passageiro não concorde a companhia aérea é obrigada a oferecer uma reacomodação de voo passando para outra companhia aérea. E também se a companhia aérea não avisar antes que o passageiro chegue no aeroporto ela deverá se responsabilizar e dar toda a assistência ao cliente e reacomoda-lo em outro voo ou em voo de outra companhia.

Cancelamento de Passagens e Reembolso

Não tinha limite para a multa e a empresa tinha um prazo de 30 dias para devolver o valor. Agora a multa de cancelamento não pode ser um valor maior que o valor da passagem. As tarifas de embarque e outras taxas que existem deverão ser reembolsadas no prazo de até sete dias para o cliente de acordo com o que ele escolher, entre o dinheiro ou podendo trocar em créditos para comprar uma passagem.

Valor da Passagem Aérea

Antes não existia alguma regra de apresentação do preço da passagem aérea. Agora nova regra é que o preço deve estar escrito com o valor total – o preço da passagem aérea com as taxas durante a compra.

Overbooking

A empresa já encaixava o passageiro em outro voo. Agora a empresa deve indenizar o passageiro com dinheiro na mão ou transferência bancária ou se o cliente concordar poderá receber um voucher de R$ 1.140 sendo em voos domésticos e R$ 2.280 sendo em de voos internacionais.

Desistência da Compra da Passagem

O comprador pagava uma multa e através de compras pela internet tem um prazo de até sete dias para cancelar. Com as mudanças as passagens que são compradas sete dias antes da data do voo podem ser canceladas gratuitamente em até 24 horas depois da compra.

Voo de Retorno

Se o passageiro perdesse o voo pra ir ao destino, todos os outros voos tanto de ida como o de volta seriam cancelados. Mas mudaram essa regra, se o passageiro avisar com antecedência pode sim usar o voo de volta mesmo não pegando o voo de ida.

 

 


PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Financiamento de Veículos da Caixa Econômica

Como Conseguir Internet Grátis da Vivo